•.¸¸.ஐ Uma carta para Sofia

Quero lhe escrever uma carta, Sofia. Embora ainda não a possa ler. Embora ainda você nem tenha nascido. O que importa é que ela seja sua, como serão suas as bonecas e as bolas de futebol, como é toda sua esta pequena (futura) família. Quero dizer-lhe com estes poucos 23 anos, que quando tiver os seus 23, as coisas não serão aquilo que você sonhará quando o sol se puser e os seus olhos se fecharem.

À medida que for crescendo, filha, os anos vão lhe dar as respostas às perguntas que fizer a si mesma quando os seus olhos estiverem abertos. E quando vir lágrimas nos olhos dos mais velhos e sorrisos nos seus lábios, ainda não será capaz de distinguir as lágrimas de felicidade e os sorrisos de tristeza, mesmo que chore quando não levá-la ao cinema, e sorria quando lhe tirar a sopa da frente. Porque você ainda não sabe que, para seu bem, deveria fazer precisamente o contrário.

Mas o que lhe quero dizer, com toda a inocência a alguém que ainda está por vir, é que ao longo dos seus anos, vai cometer, minha pequena, muitas vezes o mesmo erro: com frequência, afastará de você a felicidade pensando ser feliz; e entregar-se-á às lágrimas depois. O que interessa é que entenda que tudo isso é consequência do seu crescimento, ao qual não adianta fugir, nem buscar caminhos mais fáceis. Importa que chore, até que um dia as lágrimas lhe saiam a mel. É bem melhor que o riso que acaba em soluços.

Não tenha medo de chorar, minha linda, nem vergonha, porque isso lhe trará depois serenidade. Trate apenas de lutar, mesmo que o mundo esteja contra você. Lembre-se de que você é uma guerreira em seu caminho. E o que importa é que o Amor estará sempre ao seu lado, como lhe ensinaremos sua outra mãe e eu.

Escrevo estas linhas, Sofia, para que saiba, quando eu não mais puder lhe sorrir, que eu também já fui como você.

Beijos de quem mais a ama:

Mamãe.

8 comentários:



Paula Barros disse...

E eu quase choro.

Uma linda carta para a Sofia e que serve para quem ler e se emociona.

abraço.

STOPFOOD! disse...

emocionante,linda!!

bj

Vivian disse...

....eu juro que sentí vontade
de ser a Sofia!!!

muitos beijos, minha
linda!

Andrius disse...

porra...

ouvindo Falling Slowly e lendo isso... quase fui as lagrimas aqui... vou ver mamae nesse finde...

enfim... lindo d+ nossa...

Parabéns
BJO

Andreza disse...

caracas... meu comentario saiu com login do mano

Fil. disse...

"Importa que chore, até que um dia as lágrimas lhe saiam a mel. É bem melhor que o riso que acaba em soluços."

Tuas palavras são divinas ^^

meus instantes e momentos disse...

belo post, bonito, sensivel.
Emociona.
Muito bom.
Maurizio

Nilson Barcelli disse...

Esta sua carta é maravilhosa.
Parabéns para a Sofia, por ter uma mãe assim como a Brunela.
Querida amiga, boa semana.
Um beijo.